Depressão e Suas Causas, uma tese

"A depressão, infelicidade crônica, anarquiza a vida de 400 milhões de pessoas ao redor do mundo", nesse momento, ela poderia estar se instalando sorrateiramente em você ou alguém muito próximo. O desafio é um só, "quais são suas causas?". Essa moléstia, que já é considerada a quarta causa de incapacitação, ataca a natureza do espírito humano.

Há duas teorias fundamentais para explicar a origem da moléstia: desequilíbrios na bioquímica cerebral e investidas de origem espiritual. No primeiro caso, poderia estar ocorrendo a diminuição na oferta de neurotransmissores como a serotonina, ligada à sensação de bem-estar. No segundo caso, seria a arremetida de entidades habitantes do umbral em busca de alimento, proteção, vingança ou mesmo existência de magia negra no campo do encarnado.

Os desequilíbrios bioquímicos são suscetíveis de serem tratados pelas neurociências, que têm realizado avanços significativos nesse sentido, nas últimas décadas. Já o segundo caso, de ordem espiritual, pode ser bem mais complexo e seu tratamento envolver conflitos entre paradigmas ou dogmas religiosos e mesmo ateístas.Tais conflitos podem inviabilizar o processo de cura se a divergência epistemológica não for resolvida.

Trataremos aqui da depressão de origem espiritual. Para os que aceitam o paradigma espiritualista, a consciência sobrevive à morte do corpo físico, passando a habitar planos paralelos de existência, podendo, ou não, fazer contato direto ou indireto com o plano físico. Alguns desses casos de contato indireto podem ser classificados como 'encosto', que por sua vez, em algumas circunstâncias, podem se transformar em uma das causas da perda de interesse pelas coisas da vida. E nessas circunstâncias, o conhecimento acadêmico encontra limites e barreiras à investigação objetiva, uma vez que o método científico, que exige a reprodução indefinida do fenômeno, impossibilita sua investigação seguindo critérios de 'sensibilidade', que são peculiares a cada indivíduo.

Resumindo, podemos concluir que a depressão tem cura, mas como sugerem experiências científicas e espiritualistas, é preciso haver investimento de tempo e recursos na busca e tratamento de suas causas.

________________________________________ Será que a mente humana é explicável? Um dos obstáculos que encontramos ao aplicar a metodologia científica convencional ao problema da mente é que emoções são difíceis de objetificar, ou seja, de isolar "do resto". Ler mais. Por Marcelo Gleiser.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square