Graduação Medittare

O Instituto Medittare adota o Sistema de Graus a fim de gerar oportunidades de desenvolvimento e crescimento a todos os seus praticantes, bem como, propiciar  mecanismos de expansão da filosofia medittariana. Sob essa ótica, todo praticante medittare, sem restrição de qualquer natureza, é um potencial zelador, aquele que ministra o chá ayahuasca.

1. Como funcionam os graus no Instituto Medittare?
Todo aquele que realiza até cinco Vivências meditativas com Ayahuasca encontra-se no "Grau de Visitante". Após a quinta Vivência, o praticante medittare pode optar por iniciar-se nos Graus das Faixas, classificados da seguinte forma: Faixa Branca, Faixa Amarela, Faixa Laranja, Faixa Vermelha, Faixa Rosa, Faixa Lilás, Faixa Marinho, Faixa Celeste, Faixa Verde, Faixa Limão e Faixa Preta.

Cores do arco-iris

2. Todo iniciado medittare é obrigado a entrar nos graus das Faixas se não tiver interesse?

Ninguém é obrigado a ingressar nos Graus de Cores. Deve ingressar na Faixa Branca, somente o iniciado que tiver interesse em apreciar novos contextos ritualísticos. Esta Faixa, por exemplo, desenvolve um ritual musicoterápico muito intenso, para proporcionar experiências ainda mais profundas que no grau de iniciante. Já a Faixa Amarela, ostenta uma identidade inteiramente védica, em uma crescente mantrânica. Começando com relaxamento e terminando com ritmos muito ativos. 

3. O que acontece quando um praticante medittare inicia-se nas faixas?

Ele passa a poder realizar Vivências meditativas nos graus da faixa correspondente à sua iniciação e poderá optar por tornar-se também um cuidador, aquele ou aquela que colabora durante a realização das Vivências.

 

4. Como funcionam as Vivências nos Graus de Faixa?
O ritual é diferente. Mudam as músicas e mensagens motivadoras.

 

5. O que mais há nos graus das faixas?
Ao atingir o último grau, o praticante medittare torna-se Faixa Preta e ZELADOR. Ele recebe independência para poder criar, coordenar e realizar livremente suas próprias Vivências meditativas, sejam as Vivências realizadas no âmbito familiar ou fora dele. O zelador poderá realizar sua própria linha de trabalho, desde que siga os princípios estatutários medittarianos. Estando apto para desenvolver sua própria linha de trabalho, inclusive, desligando-se do Instituto Medittare, se assim o desejar.